sexta-feira, 13 de novembro de 2009

COLUNA - E por Falar em Scrap ...

Um nova edição da Coluna com uma convidada muito especial - a querida e talentosa Georgia Visacri. Eu a conheci quando ela fazia somente scrap artesanal mas de lá pra cá muita coisa mudou... E hoje a Gê faz parte de vários Times de Design internacionais. Nesse texto delicioso ela nos conta como se apaixonou pelo digital. Boa Leitura!





Por que eu faço scrap digital?

Até muito pouco tempo atrás eu era uma feliz viciada em papéis, tintas, tesouras, cartelas de alfabetos, carimbos e que, de vez em quando, fazia uma ou outra página digital por diversão e que usava os recursos digitais para criar elementos, títulos, editar fotos, essas coisas. Na verdade, eu não via muita graça em ficar com o scrap só na telinha, parecia que estava faltando alguma coisa... E o cheirinho de papel novo, como fica nessa? Canetas em 87 cores diferentes? E os experimentos com tintas, colas, as telas, os mini-albuns? Eu não imaginava que poderia viver sem tudo isso, mas o scrap digital para valer aconteceu sem querer e de repente na minha vida.

Sim, eu costumava gostar muito de fazer scrap tradicional, mas comecei a sentir que, apesar de procurar sempre estar tirando proveito de vários recursos diferentes, fazia sempre as coisas de forma muito parecida. Ao mesmo tempo, as novidades já não me entusiasmavam tanto, já não via mais tanta graça nos lançamentos, não fazia mais questão de algumas coisas que sempre gostei. Um dia eu estava com uma série de fotos da minha sobrinha, a Bibi, em mãos e senti que elas precisavam de um “quê” diferente. Eu queria algo além das camadas e camadas de papel que eu costumava fazer, algo mais fantasioso, que só conseguiria se fosse digitalmente. Daí para o meu novo vício foi um pulo.

No último ano a indústria do digital cresceu bastante, abriram muitas novas lojas, estão surgindo novos e excelentes designers, os elementos e papéis têm um aspecto muito mais realista e são lançados produtos todos os dias para todas as idéias, gostos e necessidades. O scrap digital é uma técnica que oferece um mundo de possibilidades gigantesco!

Meu processo criativo mudou bastante desde então: antigamente eu determinava o tamanho, acabamento e cores que queria para a foto, mandava fazer em laboratório e depois ficava um tempão plasmando até que tudo ficasse do jeito que eu queria. Depois de terminar uma página, eu sentava e chorava ao ver a bagunça que tinha conseguido fazer e não era capaz de começar algo novo até ter arrumado tudo. E talvez por ter um ritmo de trabalho mais lento e por ser muito detalhista, eu não fazia duas coisas ao mesmo tempo e, raramente, encarava projetos mais longos, era uma página de cada vez e olhe lá. Depois de um certo tempo, isso acabou se tornando um pouco frustrante: de cada 5 idéias que eu tinha, eu mal conseguia colocar uma no papel então o que não era de certa forma um “mega momento a ser scrappeado”, não se materializava nunca .

Com o digi isso mudou: as idéias aparecem prontas mais rapidamente, então é possível produzir mais em menos tempo e me sinto muito satisfeita ao ver que tudo o que eu tinha em mente saiu! E, ao invés de priorizar apenas “aquela” página especial, eu consigo colocar em prática tudo sobre o que queria falar, posso falar por exemplo sobre o meu dia, sobre as minhas músicas preferidas ou sobre alguma coisa mais leve, ao invés de me ater a apenas aquele momento maravilhosamente especial que precisa ser scrappeado sem falta!

Hoje as coisas se inverteram para mim: minha rotina de scrap se baseia no digital, que é o que faço diariamente, tanto meus projetos pessoais quanto projetos dos times criativos que faço parte. Quando sobra um tempinho eu mato as saudades dos papéis e tesouras. Não faço mais páginas 12X12, mas sempre aparece uma idéia para um mini-album, um cartão, uma tela, para me empolgar a por a mão na massa!

Ainda me inspiro muito com o scrap tradicional, sempre vou gostar de ver uma boa página especial, cheia de significado, feita com carinho, não importando se foi feita com a tesoura ou com o mouse, quero sempre que o bom scrap faça parte da minha vida, qualquer que seja a forma como foi feito!





Super inspiradores, não? Dá até vontade de arriscar mais no digital! Para conhecer mais a Georgia visite seu blog .



Agradecemos a super participação da Gê.
E desejamos a todos um ótimo final de semana!

13 comentários:

Karine MB disse...

Uau! As páginas da Georgia são lindas!!!! Adorei a entrevista!!!! Obrigada por sua contribuição no nosso blog.
Bjo

marcia disse...

Nossa Quantos trabalhos lindos! prazer em te conhecer! vou te acompanhar mais de perto!
obrigada pela entrevista!
bjs

cinthia disse...

Que trabalhos lindos!
Confesso que sou receosa de me arriscar no digital, até mesmo porque amo mexer com papéis. Mas teu trabalho me inspirou, vou acompanhar mais de perto este mundo digital.
Obrigada por compartilhar!

Gisele Alves disse...

Lindos seus trabalhos! E adorei a entrevista.

bjnhos, Gi

Marta disse...

A Gê é uma super scrapper, talentosa, de muito bom gosto. Já amava seu mode de fazer scrap artesanal (alías sinto muito a falta deles) mas agora também adoro seus trabalhos digis cheio de cores, que transmitem alegria e emoção.
Gê querida serei sua fã semmmmmmpre!!!

patricia dias disse...

Eu sou fã da Gê já tem tempo... E contar com a participação dela por aqui foi muito gostoso.
Dá mesmo vontade de se aventurar no digi vendo esses Los tão lindos.
Gê querida,
Obrigada!!!!!

bjo,

Leticia disse...

Nossa, Gê, seus trabalhos são maravilhosos!!!!
Eu até me arrisco às vezes no digital, mas vc faz verdadeiras obras de artes!!!
Amei sua participação no nosso blog, muito obrigada!!!
Beijos,
Le

SIBELE disse...

Prazer em te conhecer Georgia, seus trabalhos são lindos! Cheio de detalhes alegres, aquele Lo com várias fotos, os elementos foram dispostos com muita maestria! Ficou ótimo!
Obrigada por participar!!
Bjs

Lu Zischler disse...

Nossa, que belos trabalhos! Também já fiz alguns LO digitais e uso muitos elementos para compor minhas páginas artesanais. Mas confesso que acho que levo o mesmo tmepo para fazer um ou outro... :) Obrigado por colaborar com nosso blog! ;)
bjs

Silvana Franco disse...

Muito legal o texto e as dicas sobre o digital!! Ainda não tive vontade de fazer scrap digital, mas com uma referência como essa, até que dá vontade!!

bjcas

patri oliveira disse...

Gê, embora seu estilo artesanal seja completamente diferente do seu estilo digital (e quem não é diferente, né?) gosto muito dos dois estilos!! Suas páginas são sempre páginas da Gê para mim. Desde sua página do tango até suas páginas digitais atuais (hehehe) é tudo feito com capricho e bom gosto. Sabe que sou sua fã, adoro muito tudo que vc faz desde sempre. E certamente me aventurei no digital por causa sua também. Então, obrigada por me inspirar e parabéns por todas as suas conquistas!

Bjuss
Patri Oliveira

Georgia Visacri disse...

Meninas,
queria agradecer novamente o convite para participar desse blog super inspirado, adorei!

Obrigada pelos comentários carinhosos, eles significam muito muito muito para mim!!

Um beijo grande para todas :)

Maya disse...

Adorei este artigo e adorei conhecer a Georgia!!!
Beijos!!!